Diabetes em mulheres

Para impedir que o diabetes mellitus entre em uma forma complexa que requer ingestão constante de insulina, é necessário aprender a controlar a doença. A droga mais recente contribui para isso Insumed, que ajuda a se livrar do diabetes “no nível celular”: o medicamento restaura a produção de insulina (que é prejudicada no diabetes tipo 2) e regula a síntese desse hormônio (que é importante para o diabetes tipo 1).

Diabetus Insumed - cápsulas para normalizar o açúcar no sangue

Todos os ingredientes que compõem o medicamento são baseados em materiais vegetais, usando a técnica de biossíntese, e estão relacionados ao corpo humano. Eles são bem absorvidos pelas células e tecidos, pois são aminoácidos que compõem as estruturas celulares. Componentes da cápsula Insumed normalizar a produção de insulina e regular o açúcar no sangue.

Informações detalhadas sobre este medicamento estão disponíveis na revista médica Obzoroff.info. Se você quer comprar Insumed com desconto, vá para site oficial do fabricante.

  • infertilidade
  • Insônia
  • Palidez da pele
  • Fadiga
  • perda de cabelo
  • Visão dupla
  • Comichão na pele
  • Violação do ciclo menstrual
  • Inchaço do rosto
  • Fome constante
  • Suando
  • Sede intensa
  • Fraqueza
  • Visão reduzida
  • Perda de peso
  • Sonolência
  • Secura da pele
  • Ganho de peso
  • Micção freqüente
  • Peeling de pele

O diabetes mellitus em mulheres é uma patologia generalizada que ocorre no contexto da disfunção do sistema endócrino. Existem distúrbios metabólicos de líquidos e carboidratos, causando um mau funcionamento do pâncreas, responsável pela produção de insulina.

Fatores predisponentes patológicos e completamente inofensivos podem se tornar a causa do distúrbio. Separadamente, os médicos isolam o diabetes gestacional em mulheres durante o período de gestação.

Os sintomas de diabetes em mulheres após os 30 anos, como em qualquer outra idade, são ditados pela patologia. Os mais comuns são sede constante, irregularidades menstruais, fadiga, perda de peso ou ganho de peso.

As principais medidas de diagnóstico são exames laboratoriais que mostram os níveis de açúcar no sangue. Além disso, são executados procedimentos instrumentais e atividades de inspeção inicial.

O diabetes mellitus em mulheres é tratado com métodos conservadores, entre os quais tomar medicamentos (em alguns casos, ao longo da vida) e dietoterapia vem à tona.

Etiologia

O diabetes nas mulheres é chamado de violação do processo de produção de insulina pelo pâncreas ou uma completa falta de suscetibilidade do organismo a esse hormônio. O açúcar não pode ser convertido em glicose, como é normal, mas se acumula em grandes quantidades no sangue. Vale ressaltar que a norma de açúcar nas mulheres é de 3,8 a 6,0 mmol / g.

Insumed -   Diabetes em homens

As causas mais comuns de diabetes em mulheres associadas ao curso de uma doença:

  • processos auto-imunes – o sistema imunológico do corpo humano percebe seus próprios tecidos (neste caso, o pâncreas) como estranhos, produzindo anticorpos e destruindo-os;
  • oncologia ou dano inflamatório ao pâncreas;
  • infecção do trato digestivo;
  • patologias virais anteriores, por exemplo, hepatite, rubéola, gripe, mononucleose, catapora;
  • o curso da hipertensão maligna;
  • uma ampla gama de lesões pancreáticas.

Fatores predisponentes para o desenvolvimento de diabetes em mulheres que não têm base patológica:

  • hereditariedade onerada;
  • excesso de peso;
  • comer demais;
  • estilo de vida sedentário;
  • dependência a longo prazo de maus hábitos;
  • uso não controlado de medicamentos – sem prescrição médica ou descumprimento da dose diária ou duração da internação;
  • má nutrição – dependência de doces, bebidas carbonatadas, confeitaria, alimentos gordurosos e picantes;
  • estresse crônico;
  • o processo de envelhecimento do corpo humano.

Vale ressaltar as causas do diabetes em mulheres grávidas:

  • alto fluxo de água;
  • tendo um feto grande;
  • predisposição genética;
  • idade acima de 35 anos;
  • aumento do tônus ​​sanguíneo;
  • dependência de maus hábitos;
  • diabetes anterior durante uma gravidez anterior.

Vale ressaltar que, em alguns casos, é impossível estabelecer as causas do diabetes nas mulheres – nesse caso, elas falam sobre diabetes idiopático.

Classificação

Com base nas fontes de patologia, os endocrinologistas dizem sobre a existência desses tipos de doenças:

  • diabetes verdadeira ou primária;
  • diabetes sintomática ou secundária.

A forma primária da doença é representada por tais variedades:

  • diabetes mellitus tipo 1 ou dependente de insulina – se a insulina não é produzida de todo pelo pâncreas ou não é sintetizada em quantidade suficiente;
  • diabetes mellitus tipo 2 ou diabetes resistente à insulina – a insulina é produzida em volumes suficientes ou elevados, mas os tecidos do corpo permanecem insensíveis ao hormônio.

Dependendo do grau de gravidade dos sintomas do diabetes em mulheres com 50 anos de idade, bem como em outra categoria etária, são distinguidas várias opções para o curso da doença:

  • leve – os sintomas são levemente expressos e o nível de glicose no sangue não excede 8 mmol / l;
  • moderada – é observada uma deterioração significativa, a concentração de açúcar é inferior a 12 mmol / l;
  • graves – desenvolvem complicações devido ao fato de o nível de glicose exceder 12 mmol / l.

Separadamente, vale destacar o diabetes nas gestantes e a forma gestacional da doença, que se desenvolve durante o período da gestação. Tais variedades da doença têm diferenças importantes:

  1. Diabetes grávida é uma situação em que uma mulher foi diagnosticada antes da concepção de uma criança.
  2. Diz-se que o diabetes gestacional ocorre quando os níveis de açúcar no sangue aumentam durante a gravidez, o que geralmente ocorre no segundo trimestre.
Insumed -   Amendoins Diabetes

De qualquer forma, o tratamento será baseado na injeção de insulina e na observância de uma dieta poupadora, porque é proibido tomar pílulas durante o período em que o filho é filho de mulheres com menos de 30 anos e em idade fértil.

Sintomatologia

Sinais externos de diabetes em mulheres são ditados pela forma da doença. O desenvolvimento da patologia começa igualmente. Os primeiros sinais de diabetes em mulheres:

  • mudanças no peso corporal, menores e maiores;
  • constante sensação de fome e sede, apesar do aumento do apetite e do consumo de uma grande quantidade de líquidos;
  • visitas frequentes ao banheiro para esvaziar a bexiga, principalmente à noite;
  • sonolência durante o dia e falta de sono durante a noite;
  • fadiga;
  • fraqueza e diminuição do desempenho;
  • coceira intensa na pele;
  • violação do ciclo da menstruação;
  • aumento da transpiração
  • acuidade visual reduzida;
  • incapacidade de engravidar, apesar dos contatos sexuais regulares.

Sintomas de diabetes em mulheres após os 50 anos, como em qualquer outra idade, com uma forma dependente de insulina:

  • secura, palidez e descamação da pele;
  • perda de cabelo;
  • o uso de uma grande quantidade de fluido por dia – de 5 a 10 litros;
  • aumento da sudorese;
  • fadiga e fraqueza constante;
  • diminuição do peso corporal;
  • flutuações nos valores de temperatura e tom de sangue;
  • deficiência;
  • apetite indomável;
  • distúrbio do sono;
  • desejo frequente de emitir urina;
  • imunidade reduzida;
  • inchaço da face;
  • visão dupla diante dos olhos;
  • estado depressivo;
  • obesidade abdominal;
  • comichão na pele;
  • cheiro de acetona da cavidade oral;
  • instabilidade emocional.

Os sinais clínicos de diabetes em mulheres após os 40 anos ou outra categoria etária com o curso do tipo resistente à insulina têm características próprias. Para esta variante do curso da doença são características:

  • um aumento na quantidade de fluido consumido por dia;
  • micção frequente;
  • boca seca;
  • diminuição da qualidade de vida;
  • alternância de aumento e diminuição da pressão arterial;
  • fotos borradas na frente dos olhos;
  • exposição frequente a resfriados ou doenças inflamatórias;
  • cicatrização prolongada até das feridas mais leves;
  • diminuição do desejo sexual;
  • distúrbio do sono;
  • gosto metálico na boca;
  • coceira persistente – a coceira na pele com diabetes nas mulheres é frequentemente localizada na virilha e no ânus;
  • ganho de peso;
  • aversão à comida;
  • lesões cutâneas pustulares dos membros inferiores;
  • ataques de dor de cabeça.

As manifestações clínicas em mulheres em posição correspondem totalmente aos sinais acima.

Insumed -   O açúcar no sangue pode ser reduzido com esses produtos.

diagnósticos

O endocrinologista sabe como a patologia se manifesta e como diagnosticar diabetes e elaborar táticas de terapia individual. Não há problemas em definir o diagnóstico correto, mas o diagnóstico deve ser abrangente.

Antes de tudo, o clínico deve:

  • familiarizar-se com a história da doença não apenas da paciente, mas também de seus parentes próximos – a fim de buscar o mais provável fator etiológico;
  • coletar e analisar uma história de vida – para identificar provocadores fisiológicos;
  • examine minuciosamente a mulher;
  • medir temperatura e tônus ​​sanguíneo;
  • questionar o paciente em detalhes – para descobrir quando os primeiros sintomas do diabetes e sua gravidade apareceram, o que tornará possível estabelecer a natureza do curso da doença.
  • análise clínica geral de sangue e urina;
  • bioquímica sanguínea;
  • testes hormonais.

Para confirmar ou negar a opinião do médico sobre a ocorrência de complicações, é necessário realizar os seguintes procedimentos instrumentais:

  • Ultra-som do fígado e rins;
  • reoencefalografia;
  • exploração dúplex de navios das extremidades inferiores;
  • reovasografia;
  • oftalmografia;
  • EEG do cérebro;
  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância magnética

tratamento

Para alcançar a estabilização da condição do paciente, você pode usar medicamentos e dieta.

O primeiro parágrafo das táticas de tratamento inclui:

  • terapia de reposição de insulina por toda a vida, mas apenas se for feito um diagnóstico de diabetes tipo 1;
  • tomar medicamentos para baixar o açúcar – indicado para diabetes tipo 2.

Os sinais de diabetes nas mulheres são eliminados, observando as seguintes recomendações para comer:

  • rejeição completa de carboidratos refinados;
  • refeições frequentes e fracionadas;
  • cálculo diário do consumo de unidades de pão, cereais, laticínios líquidos, batata e milho, frutas e bagas;
  • a exceção do menu de doces e gorduras orgânicas.

Um dos métodos eficazes de tratamento é a atividade física moderada, mas regular.

Possíveis complicações

Quando os sintomas do diabetes em mulheres após os 30 anos ou em qualquer outra idade são completamente ignorados e uma recusa de atendimento especializado é observada, isso leva a consequências perigosas:

As consequências do diabetes tipo 2 em mulheres durante a gravidez incluem malformações fetais e aborto espontâneo.

Prevenção e prognóstico

A prevenção especial do diabetes em mulheres ainda não foi desenvolvida. O cumprimento das regras simples a seguir pode reduzir a probabilidade de desenvolvimento de uma doença:

  • estilo de vida saudável e ativo;
  • nutrição adequada e equilibrada;
  • uso racional de drogas;
  • diagnóstico precoce e eliminação abrangente de patologias endócrinas;
  • exames regulares na clínica ajudarão a detectar sinais de diabetes em mulheres após os 50 o mais cedo possível.

Qual é o perigo do diabetes mellitus, uma mulher nunca saberá quando seguir conscientemente as recomendações preventivas e seguir as instruções do médico assistente.

Diabetus Portugal