Quais complicações podem ser com diabetes

Todos os anos, mais e mais doenças arrastam as pessoas para sua armadilha.

Segundo muitos médicos, chegou a era do rejuvenescimento de muitas doenças.

Alguns agora são muito mais comuns.

Uma dessas doenças traiçoeiras é o diabetes mellitus (DM). Quais são as complicações do diabetes e como tratá-las – esses problemas preocupam muitos que enfrentam esse problema. Este diagnóstico combina doenças endócrinas decorrentes da falta de açúcar no sangue. Tal condição é perigosa porque um aumento na glicose no sangue é inevitável e, ao mesmo tempo, terríveis complicações do diabetes.

Manifestações que ajudarão a suspeitar da abordagem da doença:

  • aumento da sensação de sede;
  • aumento do apetite;
  • micção freqüente e profusa;
  • fraqueza, não deixando a sensação de fadiga;
  • a cicatrização é lenta.

O mais triste é que a doença não pode ser curada, tem um caráter crônico. A maioria nem percebe que vive com esse diagnóstico, continuando a levar um estilo de vida familiar, sem saber quais complicações o diabetes causa.

Causas do diabetes

A principal das causas dessa doença pode ser chamada de distúrbios endócrinos. No caso de produção insuficiente do hormônio pelo pâncreas, o nível de glicose no corpo aumenta constantemente, os processos metabólicos são perturbados. O processo de excreção adequado não ocorre, os produtos processados ​​se acumulam no sangue.

A próxima razão é a hereditariedade. Quando a família já teve portadores desse diagnóstico, o risco de desenvolver diabetes é muitas vezes maior. Uma pessoa saudável que não possui fatores hereditários também é suscetível à doença devido a:

  • o uso de junk food, uma grande quantidade de produtos que contêm açúcar;
  • excesso de peso;
  • doenças graves concomitantes;
  • estresse
  • distúrbios no fígado.

A doença pega de surpresa não apenas os adultos, mas também as crianças. Eles são propensos a ocorrer no nascimento devido a doenças frequentes, baixa imunidade. Excesso de peso também causa risco de cair em um grupo de predisposição.

Cartas dos nossos leitores

Minha avó está com diabetes há muito tempo (tipo 2), mas recentemente surgiram complicações nas pernas e nos órgãos internos.

Acidentalmente encontrei um artigo na Internet que literalmente salvou minha vida. Fui consultado lá gratuitamente por telefone e respondi a todas as perguntas, informado sobre como tratar o diabetes.

Duas semanas após o curso do tratamento, a avó até mudou de humor. Ela disse que suas pernas não doíam mais e que suas úlceras não progrediam; na próxima semana iremos a um médico. Jogo fora o link para o artigo

Exacerbações de diabetes

Quaisquer sintomas da doença requerem atenção médica imediata. Isso é necessário para evitar exacerbações e complicações do diabetes. O médico seleciona a terapia necessária, prescreve medicamentos para manter a condição sob controle.

Inovação em diabetes – basta beber todos os dias.

O tipo de tratamento dependerá do tipo de doença, a saber:

  • 1 tipo. Diabetes se desenvolve em tenra idade, o início é agudo. A insulina não é produzida nos volumes necessários, o açúcar se acumula no sangue, enquanto as células não o recebem. Em vista disso, os processos metabólicos do corpo são interrompidos e são iniciados mecanismos que agravam ainda mais o problema. As células param de obter gorduras e proteínas suficientes, o que leva a novas doenças. Depois vem a intoxicação de todo o organismo, a desidratação. Na ausência de correção da condição e tratamento adequado, a incapacidade e a morte são possíveis.
  • Tipo 2 – uma condição na qual a quantidade de insulina é suficiente, mas a percepção das células é prejudicada. Frequentemente encontrado em excesso de peso, quando é impossível processar insulina para toda a gordura corporal. Ao contrário do tipo 1, o início não é tão pronunciado, os sintomas são embaçados. A doença tardia ainda está ganhando força e leva a saltos hipertensivos, derrame e ataque cardíaco. Se a princípio esse tipo de doença puder ser corrigido pela dieta, não será possível evitar a intervenção medicamentosa.
Insumed -   Diabetes tipo 1 - causas, sintomas e tratamento

Períodos de exacerbação do diabetes mellitus são encontrados em todos os pacientes.

Para impedir que o diabetes mellitus entre em uma forma complexa que requer ingestão constante de insulina, é necessário aprender a controlar a doença. A droga mais recente contribui para isso Insumed, que ajuda a se livrar do diabetes “no nível celular”: o medicamento restaura a produção de insulina (que é prejudicada no diabetes tipo 2) e regula a síntese desse hormônio (que é importante para o diabetes tipo 1).

Diabetus Insumed - cápsulas para normalizar o açúcar no sangue

Todos os ingredientes que compõem o medicamento são baseados em materiais vegetais, usando a técnica de biossíntese, e estão relacionados ao corpo humano. Eles são bem absorvidos pelas células e tecidos, pois são aminoácidos que compõem as estruturas celulares. Componentes da cápsula Insumed normalizar a produção de insulina e regular o açúcar no sangue.

Informações detalhadas sobre este medicamento estão disponíveis na revista médica Obzoroff.info. Se você quer comprar Insumed com desconto, vá para site oficial do fabricante.

Hiperglicemia

Este é um sinal pelo qual o aumento do açúcar no sangue é determinado em comparação com os indicadores normais (3.3 – 5.5 mmol / litro). Este tipo é encontrado nos dois tipos de doença. Ocorre com desnutrição, transbordando de calorias e gorduras, comendo demais. Choques psicoemocionais, colapsos nervosos também podem causar exacerbação do diabetes, tanto do tipo 2 quanto do tipo 1. A ocorrência de cetoacidose é considerada uma complicação grave do diabetes com hiperglicemia.

Cetoacidose

Uma condição na qual os corpos cetônicos na urina humana começam a acumular-se acima da norma. Isso acontece com uma quantidade insuficiente de insulina no sangue ou com diabetes tipo 2. Inflamação, procedimentos cirúrgicos, gravidez e uso de drogas proibidas por diabéticos podem provocar tal exacerbação. Ao mesmo tempo, o indicador de açúcar no sangue aumenta constantemente (acima de 14.9 mmol / litro), o conteúdo de acetona e a acidez sanguínea também estão aumentando.

Hipoglicemia

Mais comum em diabéticos tipo 1. Aqui a situação oposta é observada – o nível de açúcar cai para níveis críticos. Possível fraqueza e fadiga graves, cãibras, taquicardia.

Complicações agudas

As complicações agudas do diabetes trazem um grande perigo ao seu proprietário.

Insumed -   Como a insulina regula o esquema detalhado de açúcar no sangue

Estes incluem:

  • Coma cetoacidótico. Esta complicação do diabetes está em primeiro lugar, entre outros. Um resultado fatal é observado em 5 a 10%; na ​​infância, essa complicação do diabetes é a principal causa de morte. A deficiência de insulina leva ao rápido desenvolvimento de tal condição e entra em coma.
  • Coma hiperosmolar ou hiperglicêmico. É observado principalmente em idosos e é uma complicação do diabetes tipo 2.
  • Coma lactacidêmico. Um tipo raro de complicação aguda do diabetes. Desenvolve-se em caso de incapacidade dos rins e fígado para remover o volume desejado de ácido lático. Um fator provocador da doença é a falta de oxigênio em qualquer tecido e órgão (perda de sangue, insuficiência cardíaca ou pulmonar). Danos graves nos rins, fígado, nos quais ocorre o acúmulo de ácido lático. O perigo de uma complicação desse tipo de diabetes é 2 vezes maior que os anteriores, devido ao rápido desenvolvimento da doença.

Para evitar essas complicações, você deve monitorar cuidadosamente sua saúde e cumprir todas as recomendações de um médico.

Complicações crônicas

As complicações do diabetes não são apenas agudas, mas também crônicas.

Preço preferencial para pacientes com diabetes!

Estes incluem:

  • aterosclerose;
  • nefropatia diabética;
  • microangiopatia diabética;
  • neuropatia diabica;
  • doenças infecciosas;
  • cardiopatia

Esta é uma pequena lista de complicações do diabetes. Vale a pena considerar cada um deles com mais detalhes.

Aterosclerose

Refere-se a complicações do diabetes mellitus tipo 2. Com essa patologia, ocorre vasoconstrição, a circulação sanguínea piora e diminui a velocidade.

Pacientes queixam-se de dor nas pernas após a atividade, após o sono. Devido ao fluxo sanguíneo prejudicado para as extremidades dos pés, os pés estão frios, a dormência é mais frequente. A pulsação arterial deixa de ser detectada, a calcificação vascular e a trombose se desenvolvem.

Nefropatia Diabética

Em outras palavras, danos nos rins. Com essa complicação do diabetes, eles deixam de cumprir sua função, o sangue não passa por uma purificação adequada. O paciente precisa de um procedimento de diálise, caso contrário, o corpo ficará saturado com substâncias tóxicas.

Microangiopatia diabética

Acumulação de excesso de açúcar nos vasos. A elasticidade diminui, a condutividade diminui ao mínimo, o resultado disso é a destruição completa dos vasos sanguíneos. Uma violação do metabolismo lipídico também é inevitável.

Neuropatia diabética

Patologia é uma violação do funcionamento de todo o sistema nervoso.

Há uma transmissão de sinais errôneos para partes do cérebro, o paciente sente formigamento, arrepios por todo o corpo. Sensações dolorosas são possíveis, enquanto nenhum efeito sobre a pele.

No futuro, há uma completa perda de sensibilidade dos membros. Fraqueza muscular, incapacidade de se movimentar, distúrbios na atividade do trato digestivo e no coração são todas conseqüências dessa violação;

As doenças infecciosas

Sérias conseqüências e dificuldades para o diabético.

O funcionamento inadequado do sistema imunológico priva o paciente de proteção contra muitas infecções por fungos e bactérias. O risco de infecção da ferida aumenta, há uma ameaça de amputação de membros (com úlceras não cicatrizantes), morte. A antibioticoterapia nem sempre dá os resultados esperados, a imunidade se desenvolve. Tal complicação do diabetes tipo 2 requer terapia com insulina juntamente com o tratamento do diagnóstico principal;

Insumed -   Diretrizes clínicas para diabetes 2017

Cardiopatia

Perturbações graves no trabalho do músculo cardíaco. Isso leva à insuficiência cardíaca devido a uma grande lesão de capilares e tecidos.

Complicações do diabetes em crianças e adolescentes

O curso da doença em crianças é perigoso pelo desenvolvimento de conseqüências que ameaçam a vida da criança. Os pais sempre se perguntam quais são as complicações do diabetes em crianças e adolescentes.

  • Hipoglicemia. É caracterizada por uma diminuição acentuada no nível de açúcar no corpo, na ausência de medidas, convulsões, coma pode ocorrer.
  • Cetoacidose. O crescimento perigoso dos corpos cetônicos no sangue em poucos dias se transforma em coma cetoacidótico.

Outras condições patológicas (complicações específicas do diabetes mellitus) podem se desenvolver: nefropatia, microangiopatia, neuropatia, cardiomiopatia, catarata e outras.

Como são tratadas as complicações?

Para complicações do diabetes, o tratamento e os medicamentos são prescritos com base no tipo de doença. Por exemplo, complicações do diabetes tipo 2 são mais comuns em pessoas com mais de 40 anos de idade. Cetoacidose, hipoglicemia ocorrem devido à não conformidade com a dieta terapêutica, exaustão nervosa e seleção inadequada de medicamentos.

As complicações tardias do diabetes, como as crônicas, ocorrem com mais freqüência devido a danos no sistema sanguíneo. Órgãos e tecidos deixam de cumprir sua função ao máximo, sempre surgindo novas doenças. Uma dessas complicações do diabetes tipo 2 é a tireoidite (inflamação localizada nos tecidos da glândula tireóide).

Retinopatia é uma condição que ocorre na metade dos casos. Vale a pena considerar em detalhes essa complicação do diabetes tipo 2 e seus sintomas.

No início da doença, o funcionamento dos vasos na retina do olho é perturbado, a acuidade visual piora. A imagem do desenvolvimento é muitas vezes borrada, o começo é gradual. Os sintomas incluem: uma diminuição na qualidade da visão, um sentimento de "moscas" na frente dos olhos, dificuldade na leitura. Cresce na velocidade da luz, é classificada como uma complicação tardia do diabetes, difícil de tratar.

Também entre as complicações tardias do diabetes incluem: danos aos vasos do cérebro, coração, nefropatia. O tratamento de todas essas condições visa reduzir as manifestações clínicas. A tireoidite é corrigida com a ajuda de terapia hormonal, retinopatia – com a ajuda de medicamentos e intervenção com laser, e assim por diante.

As complicações tardias do diabetes são as mais insidiosas, devido ao desenvolvimento imperceptível e resultado irreversível.

Doenças que afetam a visão, rins e membros estão entre as complicações específicas do diabetes. Se o coração e os vasos sanguíneos sofrerem, então não específico.

Prevenção e recomendações

Complicações do diabetes podem ser evitadas.

Para fazer isso, siga algumas regras:

  • excluir carboidratos facilmente digeríveis da dieta;
  • minimizar o estresse, agitação emocional;
  • estabelecer nutrição adequada;
  • beba mais água pura;
  • pratique esportes, leve um estilo de vida ativo;
  • assuma o controle do seu peso;
  • eliminar maus hábitos.

Certamente, todos esses fatores não garantem uma cura independente para a doença, mas podem minimizar manifestações negativas. O controle desses itens ajudará a restringir a doença e a impedir seu desenvolvimento.

Diabetus Portugal