Tratamento para diabetes tipo 2

Para impedir que o diabetes mellitus entre em uma forma complexa que requer ingestão constante de insulina, é necessário aprender a controlar a doença. A droga mais recente contribui para isso Insumed, que ajuda a se livrar do diabetes “no nível celular”: o medicamento restaura a produção de insulina (que é prejudicada no diabetes tipo 2) e regula a síntese desse hormônio (que é importante para o diabetes tipo 1).

Diabetus Insumed - cápsulas para normalizar o açúcar no sangue

Todos os ingredientes que compõem o medicamento são baseados em materiais vegetais, usando a técnica de biossíntese, e estão relacionados ao corpo humano. Eles são bem absorvidos pelas células e tecidos, pois são aminoácidos que compõem as estruturas celulares. Componentes da cápsula Insumed normalizar a produção de insulina e regular o açúcar no sangue.

Informações detalhadas sobre este medicamento estão disponíveis na revista médica Obzoroff.info. Se você quer comprar Insumed com desconto, vá para site oficial do fabricante.

Uma das patologias mais famosas que afetam o sistema endócrino é o diabetes. A doença ocorre como resultado da fraca atividade do hormônio do pâncreas. Se absolutamente não for produzido, o primeiro tipo é diagnosticado, em todos os outros casos o segundo. Os graus de diabetes diferem no nível de dependência do paciente em insulina.

Por que as pessoas têm diabetes tipo XNUMX?

Mais recentemente, como mostra quase toda história médica, o diabetes tipo 2 era uma doença dos idosos. Na maioria das vezes, desenvolveu-se em pacientes com idade superior a quarenta anos. Hoje, até os adolescentes podem ser diagnosticados com diabetes mellitus tipo 2. O tratamento da doença é sempre determinado individualmente e depende da história do paciente. No entanto, em todas as pessoas há uma violação persistente do metabolismo de carboidratos com o desenvolvimento de disfunção do receptor de insulina.

  • Predisposição genética (hereditária).
  • Obesidade causada por um estilo de vida sedentário e excessos.
  • Maus hábitos
  • A presença de outras doenças do sistema endócrino (hipo, hiperfunção da glândula tireóide, patologia da hipófise, córtex adrenal).
  • Complicações após doenças pancreáticas graves (pancreatite, câncer).
  • Hipertensão arterial.
  • Excesso sistemático, dieta desequilibrada.

    Grupos de risco

    As causas do diabetes que provocam o desenvolvimento da doença podem ser expandidas por alguns fatores adicionais. Portanto, o grupo de risco inclui pessoas com idade superior a quarenta anos. Além disso, na presença de uma predisposição genética, condições como infecções graves, lesões, operações, gravidez, estresse severo e uso prolongado de certos medicamentos podem "impulsionar" o desenvolvimento de uma doença.

    Diagnóstico e dependência de insulina

    O diabetes mellitus não manifesta sintomas óbvios e é freqüentemente detectado durante análises bioquímicas laboratoriais de sangue ou urina. A doença progride muito lentamente, mas pode levar a complicações, que serão descritas abaixo.

    Se uma pessoa já é afetada por uma doença como a diabetes tipo 2, cujo tratamento e diagnóstico ainda não foram realizados, seu corpo ainda continua a produzir insulina. A síntese do hormônio pode ser suficiente, o principal problema é que as células receptoras não mostram sensibilidade a ele.

    A indicação para mudar para insulina artificial não é o nível de açúcar no sangue, mas outros critérios. Com o desenvolvimento agressivo a longo prazo da doença, ocorre o esgotamento completo das células beta no pâncreas. Quando eles são quase completamente atrofiados, o hormônio sintetizado é introduzido no regime de tratamento.

    Se o diabetes tipo 2 for diagnosticado, o tratamento com a mudança para insulina geralmente não é razoável. O paciente deve passar por uma gama completa de estudos especiais para determinar com segurança o nível de produção hormonal e a resposta das células beta a ele.

    A insulina, quando o segundo tipo de diabetes é diagnosticado, é prescrita em casos extremos, ou seja, com o esgotamento completo das células.

    Insumed -   Síndrome do olho seco 7 causas e tratamentos

    Sintomas da doença

    O corpo não apresenta sintomas pronunciados, no entanto, para entender que as seguintes condições ajudam a entender a saúde sob ameaça:

    • sede quase constante e pronunciada;
    • fome intensa mesmo depois de comer;
    • boca seca persistente;
    • micção frequente;
    • fadiga, fadiga, fraqueza;
    • dores de cabeça;
    • visão turva;
    • flutuações inexplicáveis ​​de peso na direção de diminuição ou aumento.

    Se uma pessoa costuma sentir essas condições, é melhor fazer uma triagem para o primeiro ou o segundo tipo de diabetes. Se a doença for detectada em um estágio inicial, será possível evitar o desenvolvimento de complicações.

    Os seguintes sintomas raramente ocorrem:

    • cicatrizando lentamente cortes e feridas;
    • comichão, especialmente na região inguinal;
    • um aumento acentuado e irracional do peso corporal;
    • infecções fúngicas frequentes;
    • manchas escuras na virilha, axilas, pescoço (acantoqueratodermia);
    • formigamento e dormência nos membros;
    • libido diminuída.

    tratamento

    Os diagnósticos modernos, que permitem identificar falhas no metabolismo de carboidratos, ajudam a estabelecer as causas do diabetes não insulino-dependente. Com base nisso, é prescrito um tratamento eficaz, envolvendo a seleção de medicamentos que reduzem os níveis de glicose com base nas causas da violação. O tratamento de doenças que serviram como fator no desenvolvimento da doença também é realizado e as complicações estão sendo eliminadas. Um papel importante é desempenhado pela triagem preventiva e visitas regulares ao endocrinologista.

    medicação

    Se a monoterapia, que consiste em uma dieta rigorosa, é ineficaz, muitas vezes é necessário prescrever medicamentos especiais que reduzem os níveis de açúcar. Alguns agentes farmacológicos modernos (prescritos exclusivamente pelo médico assistente após determinar as causas da desestabilização do metabolismo dos carboidratos) não excluem o consumo de carboidratos. Isso ajuda a evitar a ocorrência de condições hipoglicêmicas. A escolha de um medicamento específico e a formação de um regime de tratamento são realizadas levando em consideração o histórico médico e as características individuais do paciente. Você não pode tomar o remédio para diabetes seguindo o conselho de outro paciente que ajudou, ou simplesmente sozinho, caso contrário, pode causar danos irreparáveis ​​ao seu corpo.

    Agentes farmacológicos utilizados no tratamento (todos os grupos desses medicamentos são completamente contra-indicados durante a gravidez e se uma mulher estiver amamentando):

  • Um medicamento para diabetes pertencente ao grupo sulfonilureia, por exemplo, preparações de Amaril, Glyurenorm, Maninil e Diabeton.
  • Medicamentos relativamente inovadores que restauram a sensibilidade das células à insulina (medicamentos Avandia, Rosiglitazon, Aktos, Pioglitazon).
  • A droga "Siafor" e seus análogos, biguanida metformina.
  • Medicamentos combinados, como Glibomet, Metaglip, Glukovans.
  • Medicamentos que regulam os níveis de açúcar depois de comer ou, em outras palavras, argila.
  • Medicamentos que diminuem a absorção de carboidratos no intestino e sua digestão subsequente, por exemplo, Miglitol, Dibikor, Acarbose.
  • Inibidores da dipeptidil peptidase (agentes antidiabéticos padrão).

    Medicamentos e tratamento inovadores

    As drogas do grupo liraglutídeo são únicas. O princípio de ação baseia-se na imitação da atividade do hormônio natural GPL-1, que fornece uma abordagem inovadora para o tratamento da doença em seus estágios iniciais.

    Por fim, vale ressaltar que um indicador do nível de hemoglobina glicada se torna um critério internacional para a eficácia do tratamento de uma doença.

    Os principais objetivos da terapia

    fisioterapia

    Os pacientes costumam mostrar o mesmo tipo de atividade física. Pode ser fácil correr, andar de bicicleta, nadar, caminhar, caminhar. O modo e o nível de dificuldade dos exercícios são definidos pelo médico, com base nas características individuais da pessoa.

    Tratamento e prevenção de complicações

    Um fator importante na prevenção de complicações é o controle da pressão arterial. O diagnóstico transfere automaticamente os pacientes para o grupo de alto risco, mesmo com um baixo aumento no seu nível. Se uma pessoa sofre de hipertensão, isso é comparável a ter três fatores de risco adicionais. Estes são distúrbios da composição gordurosa (lipídica) do sangue (dislipidemia), obesidade e tabagismo.

    Medidas adequadas reduzem repetidamente a mortalidade, reduzem o risco de desenvolver doenças do sistema cardiovascular e impedem a progressão da insuficiência renal em diferentes estágios de desenvolvimento. A terapia destinada a reduzir a pressão arterial deve ser realizada de maneira bastante agressiva, mesmo naqueles pacientes com hipertensão leve. É uma necessidade de proteção renal e boas condições gerais.

    Insumed -   Qual nível de açúcar (glicose) no sangue é considerado normal (normal)

    Se possível, medicamentos que pioram a sensibilidade dos tecidos à insulina devem ser evitados. Como o diabetes afeta negativamente o metabolismo das gorduras e os níveis de glicose no sangue, esses medicamentos também devem ser excluídos.

    Pessoas com diabetes tipo 140 geralmente precisam tomar uma combinação de medicamentos anti-hipertensivos. É aconselhável iniciar esse tratamento a um nível de pressão de até 90/130 mm / RT. Art. Se o médico falhar em diminuir a pressão, otimizando o estilo de vida, essa terapia começa no nível de 80/XNUMX mm / RT. Art.

    Os médicos observam que muitas vezes é necessário corrigir violações do metabolismo da gordura. Tomar medicamentos que controlam a composição gordurosa do sangue reduz a mortalidade em 37-48%.

    Tratamento de neuropatia diabética

    Uma complicação semelhante afeta 75% dos pacientes nos quais o diabetes se desenvolve ao longo de vários anos. Por via de regra, os nervos periféricos sofrem e a sensibilidade a mudanças na temperatura diminui, formigamento, dormência, queima de membros. Essa lesão é o principal fator de risco que leva à formação da síndrome do pé diabético. Na ausência de terapia, a amputação da perna se torna o resultado.

    A questão do tratamento da neuropatia é uma questão separada. Além dos principais, são prescritos medicamentos que atuam no dano oxidativo das células, protegem vasos e nervos e inibem a progressão da aterosclerose. Tais drogas têm um efeito hepatoprotetor, ou seja, protegem o fígado.

    Chá para diabéticos

    A medicina oficial raramente reconhece a eficácia dos remédios populares. No entanto, o chá do diabetes já é reconhecido na comunidade científica como uma bebida saudável que ajuda os pacientes a alcançar a cura.

    Esta é uma variedade especial chamada "Chá Monástico". Segundo estudos oficiais, os pacientes depois de comer sentem leve, uma onda de energia, uma carga de energia, que é devida à restauração do metabolismo e à normalização das funções das células do corpo.

    A terapia do chá, atuando com antioxidantes e ingredientes ativos, tem efeito sobre os receptores celulares, estabilizando seu desempenho e regeneração. Graças a esse efeito, as células doentes se tornam saudáveis ​​e todo o corpo está envolvido no processo de recuperação.

    Você pode encontrar o "Chá Monástico" apenas em um lugar – no sagrado mosteiro da Bielorrússia. Os monges foram capazes de criar uma mistura única de ervas poderosas e raras. A bebida já conseguiu provar sua eficácia na comunidade científica, o diabetes tipo 2, cujo tratamento é baseado nessas ervas, desaparece em duas semanas, o que é totalmente confirmado por pesquisas. Recomenda-se que uma pessoa doente siga as instruções que estão na metodologia da terapia do chá.

    Pesquisa científica e "chá monástico"

    O diabetes mellitus tipo 2, cujo tratamento ocorreu de acordo com os métodos da medicina tradicional, frequentemente progredia, o que se tornou o motivo da reação extremamente negativa dos médicos. No entanto, no que diz respeito ao chá, as opiniões mudaram em uma direção diametralmente oposta.

    Para identificar todas as propriedades da bebida, os cientistas realizaram estudos de trinta dias nos quais um grupo de voluntários participou. Depois que 27 pessoas que sofrem desta doença foram submetidas a um curso de terapia, os seguintes resultados foram revelados:

  • 89% dos pacientes apresentaram uma queda acentuada no açúcar no sangue. A idade do grupo de teste variou de 25 a 69 anos.
  • Em 27 voluntários, a regeneração celular estável foi detectada.
  • Uma melhoria significativa no humor e bem-estar foi estabelecida.
  • O corpo melhorou significativamente os processos metabólicos.
  • Chá para diabetes aumentou a libido nos homens.

    Princípios de nutrição ou monoterapia

    A nutrição de pessoas com diagnóstico semelhante deve estar sujeita a um esquema fracionário. 5-6 refeições devem ser organizadas diariamente. A dieta para o diabetes é principalmente comida sub-calórica, à taxa de 25 Kcal por kg de peso.

    O paciente deve excluir carboidratos de fácil digestão, reabastecendo a dieta com alimentos ricos em fibras.

    Insumed -   Prevenção de Diabetes em Gestantes

    Benefícios da fibra para diabéticos

    A fibra é indicada para uso em casos de falha no metabolismo de carboidratos. A celulose vegetal reduz a absorção de glicose no intestino, o que também reduz sua concentração no sangue. Os produtos que contêm essa fibra vegetal removem toxinas acumuladas e absorvem o excesso de líquidos. Será especialmente útil para pessoas que têm obesidade além de diabetes. Inchaço no trato digestivo, a fibra causa saciedade e ajuda a reduzir o conteúdo calórico dos alimentos sem causar uma sensação insuportável de fome.

    O efeito máximo pode ser alcançado com a ingestão de fibras nos alimentos e carboidratos complexos. O cardápio deve limitar-se ao conteúdo das batatas, antes do tratamento térmico, os tubérculos ficam melhores de molho. Os carboidratos leves são encontrados em beterraba, cenoura, ervilha, que podem ser tomados uma vez ao dia. Sem limitação, os alimentos dietéticos permitem reabastecer a dieta com abóbora, pepino, abobrinha, azeda, couve, berinjela, abóbora, alface, pimentão, couve-rábano. É mostrado o uso de frutas e bagas de variedades sem açúcar. Deve-se ter cuidado com bananas, figos, caquis.

    Os produtos de panificação também devem ser apresentados em pequenas quantidades. É melhor dar preferência ao pão de farelo. Até cereais e produtos à base de cereais são selecionados com base no teor de fibras. É permitido o uso de cevadinha, trigo sarraceno, aveia e grãos de milho. A dieta do diabetes sempre contém esses cereais.

    Os princípios básicos da monoterapia

    Unidades de Pão

    Uma unidade de pão é equivalente a 10 gramas de açúcar e 25 gramas de pão. Um princípio semelhante foi criado especificamente para facilitar a formação de cardápios para pessoas que sofrem dessa doença. Foram desenvolvidas tabelas especiais que facilitam muito o cálculo de carboidratos. Na maioria das vezes, a técnica é usada se o diabetes da doença for do primeiro tipo, mas também é necessário para pacientes com excesso de peso.

    O papel da nutrição na vida de um diabético

    A questão do que é consumido com diabetes preocupa muitos pacientes. Deve-se ter em mente que, mesmo quando essa doença é detectada, os carboidratos são um elemento integrante da nutrição. A dieta deve estar completa, consistindo de todas as substâncias de importância vital. Quando os carboidratos são absorvidos no corpo, ocorre a síntese e o acúmulo de energia. Portanto, os alimentos devem estar cheios pela metade de carboidratos complexos e lentos, que aumentam gradualmente o nível de glicose.

    Para compor corretamente as receitas para o diabetes tipo 2, você deve se familiarizar com o índice (glicêmico) dos produtos em comparação com o parâmetro de glicose pura igual a 100.

    Cerca de 20% da dieta devem ser proteínas de origem animal e vegetal. No entanto, é necessário evitar um volume excessivo de proteínas animais, o que afetará beneficamente o trabalho dos rins e do fígado. Um nível suficiente pode ser obtido nas leguminosas.

    As receitas de diabetes são projetadas com um teor de gordura limitado, mas não são completamente excluídas. Deve-se ter em mente que eles são encontrados em ovos, nozes, peixe, carne. Esse cálculo se tornará um hábito ao longo do tempo e não será tão cansativo.

    Conclusão

    O diabetes mellitus tipo 2, cujo tratamento é realizado sob rigorosa supervisão médica, diminui, mas não está completamente curado. Para sentir uma qualidade de vida completa e um excelente bem-estar, siga os princípios da boa nutrição e monitore o progresso da doença com visitas regulares ao endocrinologista.

    As pessoas diagnosticadas com diabetes devem estar preparadas para que a vida seja monitorada de perto. Isto é especialmente verdade nos hábitos alimentares e no estilo de vida. Embora a doença, que pertence ao segundo tipo, não seja tão grave quanto a primeira, exige disciplina e vontade de uma pessoa.

    Se as recomendações médicas não forem seguidas, o tipo II pode facilmente entrar no tipo I, o que prejudica significativamente a qualidade de vida. Portanto, não negligencie sua própria saúde, é tão fácil perder.

  • Diabetus Portugal